Vídeo com conteúdo simples, curto, direto. Trata das 5 etapas ou fases do luto: Negação, Raiva, Barganha, Depressão e Aceitação.

As 5 fases do luto. Sinceramente, o luto é muito mais complicado do que isso

As 5 etapas do luto: Negação, Raiva, Barganha, Depressão e Aceitação.

Se você pesquisou no Dr. Google sobre luto, deve ter encontrado diversos artigos e vídeos sobre as 5 etapas ou fases do luto.

O fato é que não é tão simples assim.

No vídeo abaixo, Sarah Vieira fala que “o luto não é uma corrida de obstáculos”

“O luto não é uma corrida de fases, o luto não é uma corrida de obstáculos que você vai terminar e ficar bom.” Assista:

 

Conversando com a psicóloga especialista em luto, Juliana Potter, o processo de elaboração do luto não pode ser dividido em fases que seguem uma ordem cronológica como as etapas descritas no vídeo porque é um processo individual e não linear.

Assunto relacionado: A tristeza do luto é um redemoinho que quer te afogar

as 5 etapas do luto

Salvar

Salvar

Salvar

6 thoughts on “As 5 fases do luto. Sinceramente, o luto é muito mais complicado do que isso

  1. Christiana Batinga says:

    Olá!
    Sinto que não superei totalmente a morte de meus avós, principalmente de meu avô, “Pai Velho”, como ensinou a mim e a meus irmãos a chamá-lo.
    Aprendi a lidar um pouco com a ausência, mas evito pensar ou falar neles. E olhe que eu já era adulta quando se foram e já faz 10 anos dele e 7 anos de minha vó.
    Toda perda de quem amamos é sempre muito difícil.

    Parabéns pelo blog e principalmente por ser de fato o que a palavra PAI representa.
    Que Deus continue confortando a todos.
    Abraço.

    • viuvo viuvo says:

      Obrigado! A saudade é grande.

  2. Vera Regina Jardim says:

    Essas fases são malucas e não tem fim. Quando pensa que superou tudo volta.

    • viuvo viuvo says:

      Confesso que tive algumas “recaídas”. Parece que fica escondida lá no cantinho do cérebro e basta uma foto, uma palavra, um som e a tristeza, as lembranças, dominam a gente. Mas posso te garantir que vão diminuindo com o tempo, pelo menos no meu caso.

      • Vera Regina Jardim says:

        Para mim faz 3 anos e meio. Na maioria do meu tempo já são doces lembranças, mas percebo que a tristeza me acompanha… talvez pq no meu caso não tenha sobrado uma iluminada criança. Crianças não são dramáticas, são perfeitas. Sua história chamou minha atenção pq o final dela parece com o começo da minha..

        • viuvo viuvo says:

          As criança superam mais rapidamente que os adultos, principalmente quando são pequenas como a Rafaela. No começo foi muito difícil, agora tenho certeza que ela está bem. “Não tenho mais saudade da mamãe, pai”, disse ela esses dias. Eu ainda sinto saudades, sobretudo quando ouço uma música que ela gostava, uma foto ou um vídeo, mas não é mais doloroso como antes.

          Obrigado por escrever aqui.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *